blog lifestyle

03042016-03042016-_DSC0230

Quando olho para mim, pensando em toda minha retrospectiva e onde estou agora, sinto que muita coisa mudou. Minha maneira de me olhar, foi sendo cada vez mais gentil comigo mesma. Entendo que muitas vezes esses processos não são fácies, pelo contrário, chega a ser curioso o quanto a gente machuca a si mesmo para estar em padrão inatingível. É doloroso muitas vezes se sentir com uma autoestima baixa. Lembro-me de uma vez em que li em algum blog (A Ka me lembrou que foi no desancorando ♥) em que dizia que temos que exercitar o nosso olhar para nós mesmas, olhar-se no espelho e dizer para si quais as coisas que você mais gosta sobre você. Ajuda muito, reconhecer que somos muitas partes dentro de uma só ,e, que não precisamos encaixá-las tão certinhas. Não precisamos ser perfeitas.

Digo isso porque o processo de aceitação do meu cabelo, mudou muitas coisas em mim, acabou esbarrando em muitos outros assuntos que eu simplesmente não tinha conhecimento, e por consequência fui olhando cada vez mais para dentro de mim e mudando a forma como eu me via, e como eu via o o u t r o, tendo consciência do outro, passei a olhar o mundo e outros assuntos que até então eu nem poderia imaginar que existia de uma forma diferente. Eu sinto que a transição capilar, não é o nome certo para esse momento da vida, e sim Transição de todos os aspectos da sua vida.

É um começo de uma jornada de autoconhecimento e muitas descobertas, mas isso começa bem antes de você falar “Bom, é isso, quero meu cabelo cacheado de volta!”, a mágica começa antes, quando você olha para outras mulheres que estão lá exuberante com seus cabelos, com suas raízes, sendo incríveis. E aquela imagem vai ficando na sua cabeça inconscientemente, às vezes aquela mulher é sua mãe, às vezes é uma gerente que você fica se perguntando como ela consegue, às vezes é uma menina que tem o cabelo Afro e é a lojista mais cool do shopping e você a admira secretamente, sempre que a olha, você se pergunta, porque você ainda faz escova no cabelo!? E aí vai acontecendo uma revolução dentro de você. Muda, e muda mesmo! Muda muito, porque você passa a tirar forças, para iniciar esse processo de pessoas tão reais, tão incríveis quanto você. Pessoas reais. Basta.

03042016-03042016-_DSC0238

Eu nunca imaginei que escrever aqui no blog sobre esse assunto, ia fazer com que eu ajudasse muitas outras meninas. Algumas delas de estados tão distantes do meu, dizendo “Obrigada você me ajudou a ter forças para passar por isso”, entre muitos outros comentários lindos que me fazem chorar algumas vezes. Mas sabe porque me sinto tão emotiva com o assunto ? Porque esse processo realmente tem sido incrível para mim, não vou dizer que é fácil, mas é extremamente delicioso.

Esses dias eu recebi um comentário no meu instagram que me fez pensar e foi de lá que tirei a inspiração para esse post, porque senti a necessidade de falar sobre isso, onde uma menina comentou que o sonho dela era conseguir realizar a transição, a minha resposta me fez pensar em tudo o que aconteceu comigo durante o processo, pensar que é mais do que só sobre o cabelo. Como eu mesma escrevi “esse é um processo de muita mudança, é algo que fala mais do que só o cabelo, a mudança tem que vir de dentro do seu coração”. É por isso que sempre volto ao começo, eu como um todo mudei, passei a conhecer blogs que falam não só sobre o cabelo, mais também como consumo consciente. Fui pesquisar sobre como cuidar de cabelos, e acabei abrindo um artigo que falava sobre testes em animais. Fui ler sobre Transição Capilar, Texturização, Aceitação e esbarrei com muita frequência em assuntos que abordam o feminismo. Fui conhecer um blog de uma cacheada e de repente conheci o estilo de vida minimalista, armário-capsula, entre muitas outras coisas. É por isso que eu digo que essa é uma jornada para um novo estilo de vida.

Porque acredite, aceitação, autoconhecimento, cabelo, e muitas outras coisas, geram mudanças eternas dentro de você, é um carinho que você faz para si. É como abraçar a ti própria e dizer “Sejas bem vinda ao mundo como tu és!”, dizer para si que você pode ser o que você quiser. O importante é se sentir bem. Só lembre-se de que é uma mudança que requer forças para você se olhar além da estética do cabelo, eu sei que você irá se sentir dessa forma. E só mais uma coisa, não saia de uma ditadura para entrar em outra. Seja fiel a si.

É um caminho longo a percorrer : Olhar para si própria, com olhos de gentileza. 

03042016-03042016-_DSC0251

▽ ▽ ▽

Eu sei que o texto ficou longo, às vezes sinto que em vídeo não ficaria tão longo (Quem sabe um dia?), espero do fundo do coração que vocês tenham gostado, que esse texto possa ter ajudado alguém ! Obrigada mais uma vez pelo carinho. Até a próxima!

Com amor,
Clara Rocha ?

ENVIE POR WHATS APP TWEET ESSE POST SALVE NO PINTEREST POSTE NO FACEBOOK
esse post trata de:

Leia esses também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

32 Comments

ENCONTRE-NOS

clararocha.cc leuxclair pinterest youtube